quarta-feira, 20 de julho de 2011

Correios trocam direção em Bauru e garantem manutenção da regional

A diretoria dos Correios de Bauru tem um novo comandante desde ontem. Joseph Valença assumiu o cargo no lugar de Luiz Roberto Pagani. A estrutura da regional, a maior estatal da cidade, com 4 mil trabalhadores, foi mantida.


Sediada em Bauru e responsável por 583 municípios do Estado, a Diretoria Regional São Paulo Interior dos Correios tem um novo comandante. Na manhã de ontem, o então diretor Luiz Roberto Pagani foi substituído por Joseph de Faro Valença, sindicalista do Partido dos Trabalhadores (PT) e funcionário de carreira da estatal que trabalhava na gerência de atendimento da diretoria em São José do Rio Preto.

A mudança de comando da diretoria regional ocorreu seis meses após o petista Wagner Pinheiro assumir a presidência nacional da empresa e dois meses depois da aprovação de alterações no estatuto da autarquia (leia mais abaixo). A assessoria de imprensa dos Correios limitou-se a informar que a presidência tem a prerrogativa de nomear diretores que sejam de sua confiança, sem explicar os critérios utilizados para a escolha de Valença.

Ainda de acordo com a estatal, a medida faz parte de um plano amplo já em curso para modernizar a empresa postal e não representará modificações na estrutura da regional, que conta com cerca de 4 mil funcionários somente em Bauru - número próximo aos 5.500 servidores da prefeitura municipal. Segundo garante a autarquia, a unidade “continua a operar como antes” sem demissões ou remanejamento de funcionários. “São mudanças corporativas, implantadas na empresa como um todo, e que serão padrão para todas as unidades no que diz respeito às práticas de gestão corporativa”, esclarece nota enviada à reportagem.

Procurado pelo JC, Pagani não quis se manifestar sobre os motivos de sua substituição, mas informou que, por ser concursado, permanecerá atuando na empresa na função que lhe for designada. “Posso apenas dizer que nossa administração foi bastante positiva, porque a nossa regional teve um crescimento grande. Em todo o Brasil, só é menor do que a Diretoria Regional (DR) São Paulo Metropolitana”, destaca.

Embora a DR São Paulo Interior (SPI) seja a segunda maior dos Correios em termos de faturamento, nos últimos dois anos a autarquia como um todo caiu no descrédito popular. Mergulhada na maior crise de sua história, a empresa anteriormente conhecida pelo padrão de qualidade passou a ser alvo constante de reclamações por conta de atrasos na entrega de encomendas e correspondências.


Decadência
Para Luiz Alberto Bataiola, vice-presidente do Sindicato dos Empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e Similares de Bauru e Região (Sindecteb), o início da decadência ocorreu em julho de 2009, quando os Correios implantaram um Plano de Demissão Voluntária (PDV) que dispensou cerca de oito mil funcionários. “O problema é que o plano foi implantado sem que houvesse projeto para realização de concurso. Quando resolveram fazer, às pressas, o edital não obedecia às regras e teve de ser cancelado”, recorda-se. Em dois anos, a autarquia acumulou um déficit de 20 mil funcionários em todo o País e os que permaneceram no trabalho se viram sobrecarregados, sem dar conta de realizar todo o serviço.

Além dos atrasos, a estatal também se viu envolvida em uma série de escândalos desde que o PMDB e o PTB passaram a deter seu controle, em 2004. As denúncias começaram com o vídeo em que o ex-funcionário Maurício Marinho recebia propinas, seguiram pelo escândalo do mensalão e pela CPI dos Correios, até a queda de Erenice Guerra do comando da Casa Civil.

Siga o Diário no Twitter

Fonte: APJ - Associação Paulista de Jornais

Sobre o Blogueiro: Valdirzinho trabalha na ECT desde 2001, é Carteiro do CDD Cidade Azul na cidade de Rio Claro-SP, diretor do SINTECT/CAS, Sind. dos Trab. em Correios de Campinas e Região.

1 comentários:

  1. Anônimo diz:

    O novo comandante da Diretoria Regional dos Correios São Paulo Interior, Joseph de Faro Valença, nasceu em Aracaju (SE), tem 58 anos e é bacharel em ciências jurídicas e sociais. Funcionário de carreira dos Correios, ele atua na empresa há 39 anos e estava exercendo suas atividades na gerência de atendimento da diretoria em São José do Rio Preto.

    Filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), Valença também foi presidente e diretor de Administração e Finanças do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Rio Preto e região. Ele substitui o bauruense Luiz Roberto Pagani, que permaneceu à frente da diretoria regional durante os últimos quatro anos.

    Pagani trabalhava como subgerente de engenharia da unidade de Bauru quando assumiu a função em outubro de 2007 no lugar de Vitor Joppert, que foi exonerado sob acusação de desvio de verbas. Concursado há 38 anos, o ex-diretor também é funcionário de carreira e continuará

Postar um comentário

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do blog. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Os leitores e usuários desse blog encontram-se sujeitos às condições de uso do portal e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do Diário do Ecetista.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

Faça parte você também!!!